#PHpoemaday Desafio 9: a loucura

large (17)

Desenhava no chão de terra batida, pequenas estrelas que teimava em querer pegar.
Gritava ao vento, o nome das flores que gostaria de ser e ele me devolvia um sopro gelado no rosto.
Adormecia sob o céu, no gramado de casa, pensando em quantos planetas poderia visitar. Acordava com as lambidas de “Bita” no rosto.
Com os fones de ouvido, viajava para as galáxias que tanto queria conquistar.
Mas as vozes dentro da minha cabeça, não desligavam por mais que eu me esforçasse.
Em meios a gritos e xingamentos, me via cada vez mais distante do meu mundo. Do mundo que eu queria.
Conquistar a Lua já não me parecia alcançável.
As vozes, cada vez mais agonizantes, acabaram por me vencer. Me vi num precipício de desespero e desilusão.
Acabei tomando uma decisão. Uma decisão que julguei ser certa: do prédio mais alto, deixaria os sorrisos, os sonhos e a vida que um dia me fizeram felizes e partiria rumo a derrota. Dali, bem no para-peito do prédio central.
Mas quando estava quase alcançando o ápice da minha loucura, uma mão me puxou. Olhei para trás e vi um rosto familiar: era a lucidez.

Desafio 9: a loucura                                                             

                                                                        xx Luana c.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s