Hide and seek

Ela era pequena quando tudo começou.
Não lembra exatamente das datas, nem dos detalhes, só se lembra de ter o conhecido.
Ele se apresentou dizendo que se não fosse por ele, ela não existiria.
E obviamente a menina não entendeu nada, afinal ela era apenas uma criança.
Mas com o passar dos anos, Flora foi o reconhecendo em algumas esquinas, nos parques, atrás de alguns muros, em cinemas e às vezes na sua própria casa.

De vez encontra esbarra por ele nos quartos, ele estava sempre escondido, atrás de cortinas ou embaixo das camas.
A menina foi se acostumando com a presença do dele, todos os dias ela o procurava pelos cantos da casa.
Mas ás vezes ele sumia, simplesmente desaparecia e era sempre nos piores momentos.
Ele a abandonava e isso a deixava desolada.

Quando ele não estava por perto, era tudo um caos.
Só restavam gritos e lágrimas.
Os dias eram incolores.

Flora foi crescendo e criando certo bloqueio.
Não queria mais encontrá-lo, não acreditava mais em nada.
Ela vivia fugindo.
O máximo que se permitia era ver alguns filmes os quais ele participava ou muitas das vezes era o protagonista.

E assim a meninas foi levando a vida.
Uma eterna brincadeira de esconde e esconde.
Quando ele tentava a encontrar era ela quem se escondia.
Inverso.
A menina tinha medo dele, as lembranças do abandono a consumiam.

Hoje a menina percebeu que você não era culpado de nada.
Percebeu que a sua tarefa era trazes felicidade.
Aprendeu isso quando finalmente deixou que ele se aproximasse novamente.
Ela deixou que ele a tomasse nos braços e a carregasse consigo.
E a sensação foi maravilhosa.
Durou pouco, mais o bastante para Flora.
Quando partiu ela não o culpou.

Desistiu do esconde, esconde.
Mesmo sabendo que realidade a machucaria mais que a brincadeira.
Flora decidiu deixar a porta aberta para ele sempre.
Está disposta a receber suas visitas.
Está disposta a arrumar a bagunça que fica toda vez ele vai embora.
Mas ela sabe que um dia ele vem e traz toda a bagagem junto.
Sem pressa, sem medo.

Sabe amor, a culpa não é sua! A culpa é de quem não sabe ter você por perto. A Culpa é minha, a culpa é do Destino!

Anúncios

Um comentário em “Hide and seek

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s