#Resenha: O Navio da Noivas

20170731_210620

Depois de meses estou de volta, finalmente!!! Estava sentindo muita falta desse meu cantinho, e acho que já estava mais que na hora de voltar. Li bastante coisa nesses meses de ausência e vou trazer resenha de tudo que li para vocês. Vou intercalando as leituras mais antigas, com as atuais. E para começar é claro, tinha que ser um livro da minha autora favorita atualmente.

O Navio das Noivas, é um dos títulos antigo da Jojo Moyes, que foi lançado aqui no Brasil, pós sucesso da autora. Então se alguém já leu A Garota que você deixou para trás, que na minha opinião é o melhor livro da Jojo, você pode se decepcionar um pouco com a leitura, mas de forma alguma é um livro ruim.

Como de costume Jojo também traz nessa obra, sua marca registrada, que é a mistura do presente com o passado. Começamos no presente, com alguém contando uma história que pertenceu a seu passado. E logo depois voltamos a 1946, Austrália. A 2ª Guerra Mundial teve seu fim, e acompanhamos a trajetória de 4 jovens que embarcam em um navio, com destino a Inglaterra. Buscando encontrar a tão sonhada felicidade ao lado de seus maridos, todos soldados de guerra.

A autora apresenta suas protagonistas, na semana que antecede o embarque no HMS Victoria. No qual 4 jovens noivas vão passar 6 longas semanas, até seu destino final. Gostei muito da construção das personagens, e de como cada uma tem sua própria característica. Maggie é doce e carinhosa, Jean é extrovertida e “ingênua”, Avice é totalmente fútil e egoísta, enquanto Frances é corajosa e determinada.

Gostei bastante da história e da premissa em si da leitura, mas não foi nada que me surpreendesse tanto, o suspense que a autora inseriu logo no inicio da história, foi mediano. No geral achei a leitura leve e bem gostosinha, evolui aos poucos e as personagens são bem cativantes, o que te deixa bem interessado em descobrir o destino de cada um deles, no final da história.

AUTORA: JOJO MOYES

EDITORA: INTRÍNSECA

ANO: 2016

PÁGINAS: 384

NOTA: 3/5

E vocês, me contem aqui nos comentários, se também gostam da autora e quais são seus títulos preferidos. Prometo voltar logo com mais resenhas e conteúdos especias!!

 

Xx Nathy Monteiro

Anúncios

#Amigo Secreto – Liga Blogesfera

amigo-secreto-liga

Hey,

Olha eu aqui de novo 😉

E dessa vez é com gostinho de Natal :). Já comentei aqui algumas vezes, que faço parte da Liga Blogesfera lá no Face, um grupo bem legal que reúne todo a galera de blog, de todos os estilos e tudo mais.

Aí mês passado surgiu a ideia de fazer um amigo secreto da liga, o que eu já achei sensacional e já topei antes mesmo de confirmarem e saírem as regras. E o mais legal é a proposta desse Amigo secreto, que é de fato conhecer uns aos outros.

Funciona assim cada participante, tem que fazer um post apresentando o blog do seu amigo secreto, e assim a gente acaba conhecendo mais a galera do grupo e outros blogs legais que tem nessa rede de meu deus.

Então chega de suspense, que agora vou revelar a minha amiga secreta para vocês que é a: untitled-3

Minha amiga secreta é a Gaby Benfatto do Blog http://www.gabriellycomlly.com/

E gente eu amei o Blog da Gaby, nosso estilo é bem parecido. Pois ela faz bastante resenhas, posta sobre livros favoritos, filmes e séries. E também é viciada no Netflix assim como eu hahah.

Vou linkar aqui 4 postagens que eu curti muito lá no blog da gaby, que na verdade são 1 de cada categoria.

1-Playlist: minhas músicas favoritas

2- Meus Livros Favoritos

3-Na Tela: Novembro

4-Netflix: DareDevil/Demolidor

Amei que somos viciadas em Demolidor, John Green, mundo Harry Potter e Supercombo hahah. Descobri muitas coisas em comum com a Gaby, e acho que essa é parte mais bacana dessa brincadeira. Tem muita gente amorzinho espalhada por ai e com gostos parecidos com o nosso, e essa é uma oportunidade de conhecer e trocar ideia com esse pessoal super bacana 🙂

Gostei muito de participar, e amei demais também a Amiga oculta que me tirou, então saldo 100% positivo.

E vocês já conheciam o Blog da Gaby? Bora conhecer?

X.x Nathy Monteiro

Meus 5 livros favoritos de 2016

08ae7c3dee05d868c889c609365594e4_phixr

Hey,

Dei uma sumida real daqui, e peço desculpas. Mas esse ano foi bem difícil no trabalho e fiquei sem tempo para nada .. sorry.
Mas estou de volta e prometo não sumir por tanto tempo mais. E para celebrar essa volta, vou contar para vocês meus 5 livros queridinhos desse ano, que com certeza já entraram para a lista dos favoritos da vida.

1- UM MAIS UM

c40e7554cfe0706d1b205f7d193bf9e0

Sou uma fã declarada da Jojo Moyes e isso não é nenhuma novidade rsrs. E claro que nessa listinha não podia ter uma livro dele fora, li Um mais um e Baia da Esperança da Jojo esse ano, e o Um mais um ganhou meu coração.

O livro conta a História de Jess, uma mãe solteira que tenta manter uma família que está de pernas para ar.Jess foi largada pelo seu marido com a filha Tanzie e Nicky seu enteado.

Tanzie é um pequeno gênio, e desse fato que a história começa ser construída, a menina tem a oportunidade de participar de uma olimpíada de Matemática a uns bons km de distância de sua casa, mas o prêmio seria o bastante para garantir o futuro de Tanzie e sua família.

Esse livro vai te fazer rir e chorar várias e várias vezes. A Jojo tem esse dom, te envolver com suas maravilhosas histórias que despertam milhares de sensações durante a leitura.

2- A COROA

a84489cb62e0b57a9291718ee7c8a149

A Séria A Seleção, é outra que tem uma cantinho guardado na minha estante e no meu coração.Tenho um amor enorme por América e Maxon e toda sua família real.

20 anos depois da seleção de America e Maxon, embarcamos em outra a de Eadlyn a filha do casal, que começou a ser contata em A Herdeira. Onde conhecemos Eadlyn, seus irmãos e pretendentes.
A Coroa é o último livro da série e a com ele conhecemos a decisão de Eadlyn, quem será que a princesa mimada escolheu?
Eu já estou morrendo de saudade da série e rezando para que o filme da saga saia um dia hahaha.

 

3-AMOR AMARGO

2a37274a8a435b5060d469cc201e894d
Um dos meus livros favoritos de 2015 foi A lista  Negra, também da  Jennifer Brown. Então quando fui procurar por Amor Amargo, minhas expectativas eram enormes. E mais uma vez Jennifer não me decepcionou. Seus livros tem uma estilo mais pesado, são histórias bem duras de ler, temas difíceis, mas muito visto na realidade.

Em Amor amargo conhecemos a estudiosa Alex, que está no último ano do colegial e planejando sua tão sonhada viagem até o Colorado junto com seus melhores amigos. Mas no meio do planejamento Alex conhece Cole, um jovem encantador e divertido. Mas Alex não imaginava que ali começa seu maior pesadelo.

É um livro que nos faz abrir os olhos enxergar além das aparências, vale muito a leitura.

4- PEQUENAS GRANDES MENTIRAS

Um livro com uma temática um pouco diferente do que costumo ler. Porque assim que li a sinopse, achei que seria um outro tipo de história, com um clichê de casais, filhos e atritos da vida em sociedade. Mas não esse livre aborda vários temas e nos faz enxergar coisas que nunca imaginávamos.

Até onde uma mentira pode prejudicar a sua vida e do outro? São sobre essas e outras mentirinhas que Liane aborda com maestria nesse delicioso livro.

Em Pequenas grandes mentiras, você encontra comédia, romance, drama e uma pitada de mistério. Um livro delicioso, que flui com facilidade. E inclusive vai virar uma séria em 2017, então corram para ler e depois curtir ainda mais o seriado.

5- LOBO POR LOBO

Um livro que eu não conhecia e nem estava na minha listinha de leitura do Ano. Mas recebi ele na malinha do Turista Literário de Outubro (é um clube de assinatura de viagens literárias, ainda vou fazer um post falando mais dessa experiência), e me chamou tanta atenção a capa e a sinopse que passei a frente de vários livros e li rs.

E que surpresa boa, que história fantástica. Enredo bem construído, personagens envolventes, com personalidades únicas. Um parentese na história mundial, aquele velho e se? E se Hitler tivesse vencido a Guerra e dominado o mundo? É sobre isso que o livro fala.

Conta a história de Yael, uma menina que sobreviveu a era Hitler, nos campos de concentração. Uma corrida e a chance de mudar o mundo.

 

Agora me Contem quais foram os 5 livros favoritos de vocês? Já leram algum dessa lista? Me contem aqui.

 

x.X Nathy Monteiro

O acaso

large

Quarta-feira, São Paulo, cinco e cinquenta e cinco da tarde, a cidade congestionada. Entre mim passa uma velha segurando um poodle nos braços e me lança um olhar enfurecido -pobre cãozinho-, e eu abaixo o olhar. Ao meu lado, uma garota com idade entre dezoito e vinte dois anos, se contempla no espelhinho de seu pó compacto quebrado. Há texturas e cores demais em seu rosto que acaba deixando-o desarmônico e trágico. Faço uma nota mental: nunca compre maquiagens sem antes experimentar. À minha frente, um rapaz que, a cada cinco minutos, me olha. Ele segura um celular em uma das mãos. Nas costas, uma mochila pesada disputa espaço em seu corpo com uma jaqueta jeans -que ficaria ótima em mim, por sinal- e um rosto assustadoramente, simétrico: olhos grandes e expressivos, as narinas perfeitamente iguais e lábios tão carnudos que me fazem lembrar um dos meus atores favoritos. Nem uma obra de Van Gogh seria tão valiosa quanto esse rosto. Volto minha atenção ao cimento esburacado da calçada, quando consigo sentir uma pessoa aproximando-se. Mas interrompida por algo que abruptamente pula em meu colo, eu volto para a minha consciência. A cidade atrás, dos lados e a minha frente não para, assim como a velha embravecida que passara minutos antes por mim. Aquilo que pulara em mim, era sua bola de pêlos encrespada que agora lambia todo meu rosto e me fazia rir. A velha apenas pegou seu cachorrinho sem mencionar uma só palavra. Apenas com uma expressão, me fez sentir como se eu fosse uma adolescente que ri estridentemente, para chamar a atenção. Eu não era assim. De dentro da bolsa, tirei meu celular e meus fones de ouvido. Meus pensamentos gritavam e eu não podia mais ouvir aquilo, não merecia ouvir, não queria ouvir. Antes que pudesse colocar os fones no ouvido, a menina ao meu lado levantou-se deixando seu lugar vago para o rapaz à minha frente. “Someway baby it’s part of me, apart from me.” – as ondas sonoras invadiam meus ouvidos e mente. Justin Vernon me entorpecia. Holocene fazia minha mente dançar em meio a todo caos da cidade e percebi que o barulho do trânsito ficara mais alto. Olhei para o lado, o rapaz que parecia ter saído de um anúncio da Burberry, estava olhando fixamente pra mim e no seu ouvido direito, o fone que deveria estar no meu ouvido esquerdo.

Anoiteceu, passaram dois, três ônibus por nós. A cidade perdia o ritmo frenético dos carros e das pessoas. E longe, as primeiras luzes nos prédios indicavam que logo uma tranquilidade se estabeleceria na região. As horas passaram e ficamos apenas um ao lado do outro, entre nós apenas a voz suave e analgésica de Justin. Quando a última nota foi tocada, o rapaz tirou o fone do ouvido e o colocou em meu colo. Ele pegou minha mão e logo um número estava escrito em meu braço direito. Sem dizer nada, apenas com um sorriso nos lábios, ele levantou e seguiu em direção oposta ao tráfego. Eu o segui com o olhar, até o perder de vista quando dobrou a esquina. O acaso me pregara uma peça, e de quebra, me deu alguns números que poderiam ser a minha loteria. O medo não me acompanhou durante aqueles minutos à espera do próximo ônibus. Segui para casa, aos olhos prédios e casas passavam correndo, à mente os números em meu braço. Uma fina garoa caía quando cheguei no ponto final. Meu apartamento ficava do outro lado da rua. Protegi a tinta da caneta, como se carregasse um diamante. Passei horas olhando para eles, sentada no sofá, apenas de sutiã, calça jeans e uma taça de vinho tinto. Os números pareciam brilhar sob minha pele, meu coração palpitava fortemente. Do gosto doce do vinho, vinha o gosto daqueles números. Mas nada o fiz. Depois daquela noite, eu não me atrevi a discá-los. A última vez que isso aconteceu, uma pessoa furiosa me disse coisas que fizeram minha vida mudar, e talvez, eu não estivesse pronta para enfrentar tudo aquilo novamente.

Era uma manhã fria e uma fina garoa voltava a cair sobre a cidade cinza. Ainda havia lugares vagos no vagão do metrô. Era feriado e a cidade beirava a calmaria. Novamente eu estava envolta as melodias de Bon Iver, a cabeça encostada no vidro da janela e a paisagem lá fora, passava correndo sobre mim. Percebi uma sombra aproximando e um corpo sentando no banco em frente ao meu. Desviei o olhar para a frente e lá estava o mesmo sorriso de dias atrás. Ele me olhava fixamente e aproximou-se devagar, pegando os fones do meu ouvido e colocando nos seus. “I told you to be patient, I told you to be fine…” -ele cantava os versos da música, simultaneamente a mim. Sem desviar o olhar, ele sentou no lugar vago ao meu lado, me virei para ele. Meu coração batia forte, eu suava. Ele tirou os fones suavemente dos ouvidos e colocou-os sobre as minhas mãos, que estavam com as palmas para cima sobre minhas coxas. Nesse momento, passei a olhar outra vez para frente, tentando controlar o que sentia. Senti sua mão na lateral do meu rosto, virando-o em sua direção. Era ardente, envolvente e doce como o vinho daquela noite, de dias atrás. Abri os olhos e olhei à minha volta: o vagão estava completamente, vazio e uma voz anunciava pelos alto falantes do metrô, que minha parada era a próxima estação. Minha mente está a milhão, estava acontecendo de novo. Assim que o metrô parou, sai correndo a procura de um lugar para me esconder. Eu estava atordoada, minha cabeça não parava, tudo estava acontecendo de novo, de novo, de novo… eu estava enlouquecendo. Me encostei num canto afastado das pessoas que passavam depressa pela estação. Me desfiz em lágrimas, dor e insanidade. Tudo de novo não!

Esfregando as mãos nos olhos, segui para as escadarias que levavam as pessoas aos seus destinos. Observei uma senhora com uma criança loira no colo, subir pela escada rolante que estava lotada, a criança riu para mim. O moço a minha frente usava coque nos cabelos compridos e vestia uma camiseta do Che Guevara, nada cult, apenas mais um produto da nossa indústria cultural. Então me ocorreu um pensamento: essa seria a  realidade ou era apenas mais uma projeção da minha mente sacana? Passei correndo pelas pessoas à minha frente. O moço da camiseta do Che me xingou e eu apenas olhei para a camiseta dele. Saí da estação com os pensamentos mais confusos do que antes. Dobrei uma, duas, três esquinas até passar por uma porta que tinha na frente uma placa que convidando os pedestres para uma exposição de fotos de um fotógrafo da cidade. Não hesitei e entrei. Era tudo tão claro e branco. Fiquei fascinada com toda àquele beleza que acabei me livrando de toda a confusão interior. Uma foto me chamou mais à atenção. Era uma cabana numa montanha, e quando dei por mim, estava cantando “come on skinny love just last the year”. Sem que eu pudesse cantar os próximos versos, aquela voz completou a música. A voz, aquele sorriso largo, os olhos expressivos… Oh, meu Deus!

Por: Luana Christal. xoxo

#MLI2016: TBR -Maratona Literária de Inverno

mli2016

Hey,

Voltei e dessa vez é para falar da #MLI2016, participei da edição do ano passado, e estou aqui novamente participando e espero não flopar rsrs.

A Maratona vai ter toda a interação através do Twitter e começou hoje e vai até o dia 31. O intuito da maratona é ler mais, desafiar nossos limites e ler aqueles livros que estão encalhados na estante. Mas com uma interação bacana entre os leitores, com desafios e semanas temáticas.

Vou deixar aqui o vídeo do Victor explicando um pouco como vai funcionar, infelizmente as inscrições já estão fechadas, mas quem quiser pode participar do mesmo jeito, só não vão conseguir participar dos sorteios, mas vale a pena participar da mesma forma.

Como vou participar de outra maratona no meio dessa ( ainda essa semana rola post aqui também explicando), tive que montar minha TBR de uma forma que conseguisse encaixar os desafios das duas, e com os livros que já estavam na minha estante. Minha meta dessa vez são 8 livros, um a mais do que do ano passado e espero conseguir bater a meta rs.

As semanas temáticas desse ano são:

-Semana 1: Encalhados: Livros que estão na estante há mais de um ano.

-Semana 2: Hype: Livros que receberam uma quantidade grande de promoção; que foram muito falados.

-Semana 3: Outros Mundos: Livros que se passam em outros universos, planetas e/ou realidades

-Semana 4: Diversidade: Livros com elementos ou personagens que representem diferentes culturas, costumes e/ou etnias

Minha TBR:

IMG-20160628-WA0001.jpg

  • Amor Amaro – Jennifer Brown
  • Querido John – Nicholas Sparks ( Semana 1 )
  • História de nós dois – Dani Atkins ( Semana 2 )
  • O Que há de estranho em mim – Gayle Forman
  • O Morro dos ventos uivantes – Emily Brontë ( Semana 3 )
  • Orgulho e Preconceito – Jane Austen
  • Harry Potter e O enigma do Príncipe – JK Rollings ( Semana 4 )
  • Persuasão – Jane Austen

E aí alguém aqui vai participar também? Qual a TBR de vocês? Me contem aqui nos comentários, e dessa vez vai rolar resenha de todos os livros sim, meta pessoal dessa vez hahaha.

Xx Nathy Monteiro

 

#Resenha: A Sereia

20160506_074931

Sinopse: Anos atrás, Kahlen foi salva de um naufrágio pela própria Água. Para pagar sua dívida, a garota se tornou uma sereia e, durante cem anos, precisa usar sua voz para atrair as pessoas para se afogarem no mar. Kahlen está decidida a cumprir sua sentença à risca, até que ela conhece Akinli. Lindo, carinhoso e gentil, o garoto é tudo o que Kahlen sempre sonhou. Apesar de não poderem conversar pois a voz da sereia é fatal , logo surge uma conexão intensa entre os dois. É contra as regras se apaixonar por um humano, e se a Água descobrir, Kahlen será obrigada a abandonar Akinli para sempre. Mas pela primeira vez em muitos anos de obediência, ela está determinada a seguir seu coração.

Eu estava super ansiosa para ler esse livro, amo a Kiera e sou apaixonada na série A Seleção. Esse foi o primeiro livro da autora, antes mesmo da série, porém só foi publicado esse ano aqui no Brasil. Um livro único sobre mitologia. A escrita da Kiera é super simples, envolvente e de fácil entendimento. As capas são belíssimas, o que torna a leitura ainda mais atraente.

O livro aborda a mitologia das sereias. Somos apresentados a Kahlen, uma jovem sonhadora e romântica que, durante uma viagem com a família, viu a embarcação tombar afogando todos os seus tripulante, incluindo seus familiares. Mas antes de se afogar a jovem foi apresentada a um trio de mulheres, sereias, a serviço da Água ( que é a mãe e “Chefe” do grupo ). Elas convidam Kahlen a se juntar ao grupo em uma tarefa um tanto difícil. O livro conta a saga dessas meninas, que são salvas pela Água e em troca precisam doar 100 anos de suas vidas à ela.

20160506_075012

Kahlen nunca se adaptou a essa “tarefa, tirar vidas com seu canto para alimentar a Água e, assim continuar vivendo imortal por 100 anos, sem nunca se ferir e nem precisar de algumas necessidades da vida humana.

Seu maior sonho sempre foi encontrar o amor da sua vida e se casar, mas isso nunca foi possível, pois a jovem nunca passava tempo suficiente em um lugar e, sempre temeu que seus segredos fossem descobertos. Kahlen sofre muito com o mal que causa ao mundo, mas quando ela menos espera encontra o jovem Akilin e aí é apresentada ao amor e isso preenche seu coração tão vazio. Ela se deixa envolver, se aproxima, mesmo sem poder falar com o jovem, começa a gostar dele de verdade. Pela primeira vez, depois de 80 anos Kahlen se sente humana novamente, porém a sereia não sabe como viver esse amor, são muitos segredos e obstáculos a serem enfrentados.

20160506_075003

A história é muito bonita, é um livro leve, doce. Li em dois dias, os capítulos fluem de forma agradável e convincente. As outras sereias também são cativantes e indispensáveis para o desenrolar da história. Para quem curte um bom romance, A Sereia é uma ótima opção.

“Talvez o segredo para eu poder seguir em frente não fosse eliminar tudo o que sentia. Talvez só precisasse me concentrar no único sentimento que fazia todos os outros parecerem menores.”

AUTOR(A): Kiera Cass

EDITORA: Seguinte

ANO: 2016

PÁGINAS: 328

NOTA: 4/5

E aí alguém mais aqui é fã da Kiera? Já leram ou estão pensando em ler alguma obra da autora? Me contem aqui nos comentários 😉

Xx

Nathy Monteiro

#ResenhaDupla: Harry Potter – A Câmara Secreta / O Prisioneiro de Azkaban

20160503_074124

Hey Pessoas,

Como vocês já sabem, estou participando do lendo Harry Potter ( relendo no meu caso), projeto da Ju do Nuvem Literária. Eu to lendo junto com o grupo mas não postei a resenha do Câmara Secreta ( lido em março ) e resolvi postar junto com o a do Prisioneiro de Azkaban ( lido em abril ) para ficar tudo completo por aqui 🙂

Harry Potter e a Câmara Secreta

20160503_074230

Harry volta a rua dos Alfeneiros 4, para mais um ano de férias na casa de seus tios trouxas. Como sempre sua estadia é péssima e ele só deseja voltar logo para escola. No dia do seu aniversário de 12 anos nenhum dos seus amigos lembra de enviar cumprimentos, carta ou um bilhete qualquer, esse sem dúvida estava sendo o seu pior aniversário e para completar, seu tio Valter tinha um jantar profissional em casa. Harry como sempre precisava ficar “invisível”, como se não fizesse parte daquela família.

Ao entrar em seu quarto com a intenção de fazer o mínimo barulho possível, Harry é surpreendido por uma criatura de orelhas grandes, olhos esbugalhados verdes do tamanho de bolas de tênis. O nome dele é Dobby, um elfo doméstico que foi lhe pedir para não voltar a escola de magia, pois estaria correndo um grande perigo. Harry claro não dá ouvidos ao elfo e o mesmo arruma um jeito de arruinar o jantar dos tios, com o intuito de proibir que o menino vá a Hogwarts. E claro Dobby consegue, e deixa Harry em uma situação delicada e em um castigo perpétuo com direito a grade na janela e tudo mais.

A sequência da série é ainda melhor, novas artimanhas do mundo mágico são apresentadas e um Harry mais atento e por dentro de sua verdadeira identidade. Outro ponto muito bacana do livro é a amizade com Rony e Hermione, esses se mostram ainda mais leais ao bruxinho, e na minha opinião essa é a grande mensagem do livro.

Esse é o livro onde nos familiarizamos mais com os personagens e o seu mundo mágico. Já estamos adaptados a Hogwarts e isso faz com que a leitura flua melhor. A trama é muito bem construída, com bastante mistério e suspense. É impossível não amar Harry e sua turma.

São as nossas escolhas, mais do que as nossas capacidades, que nos mostram quem realmente somos.

 

AUTOR(A): J.K ROWLING

EDITORA: ROCCO

ANO: 2015

PÁGINAS: 252

NOTA: 5/5

 

Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban

20160503_074142

Harry está sobrevivendo a mais um verão terrível na casa dos tios. Para piorar ainda mais, tia Guida resolveu visitar a família e como uma legítima Dursley, a mulher detesta Potter e faz de tudo para irritar o garoto. E é no meio de um jantar que Guida começa a insultar os pais de Harry e sem conter a raiva ele acaba lançando um feitiço contra tia. Depois ele resolve sair de lá, sem nenhum lugar para ir.

Harry acaba no beco diagonal, depois de uma viagem bem eletrizante. Lá o menino encontra o ministro da magia, que estava lá para proteger Potter de Sirius Black, um perigoso fugitivo de Azkaban e ao que tudo indica está atrás de Harry.

Mesmo com todas essas questões, o menino volta para seu terceiro ano em Hogwarts, mas as coisas estão um pouco diferentes por lá. Harry tem que se esforçar ainda mais nas partidas de quadribol, e ainda tomar muito cuidado com os guardas de Azkaban, que estão por todo o território da escola a procura de Sirius.

Com certeza esse é um dos melhores livros da saga. Harry está crescendo e é notória a evolução só bruxinho. O livro conta também com novos elementos, conhecemos ainda mais Hogwarts e os mistérios que a escola guarda. E o final é de tirar o fôlego, mesmo para quem está relendo.

Pode se encontrar a felicidade mesmo nas horas mais sombrias, se a pessoa se lembrar de acender a luz.

AUTOR(A): J.K ROWLING

EDITORA: ROCCO

ANO: 2015

PÁGINAS: 318

NOTA: 5/5

No final do mês eu volto com a resenha do meu livro favorito da saga 😉

 

XxNathy Monteiro