#Top 5: Bandas do Coração (Parte I)

Hey Pessoas 😉

Resolvi aparecer e dividir um pouco do meu gosto musical com vocês hahaha. Nesse post vou colocar minhas 5 bandas internacionais favoritas e na parte 2 estarão as minhas 5 bandas nacionais do coração hahaha. Confesso que colocar só 5 bandas aqui foi bem difícil porque tenho várias favoritas, mas tem aquelas que são os nossos amorzinhos né. Então vamos lá.

  1. Incubus

Vamos dizer que é a minha banda favorita de todos os tempos e a única da lista que ainda não fui a um show 😦 … A vida podia colaborar para isso acontecer esse  ano né? Então gosto de Incubus já tem bastante tempo e quem me apresentou essa banda foi uma primo e nunca mais parei de ouvir.

 

2. Kings Of Leon

A Banda que tem a minha música favorita da vida, sabe aquela música que te representa em qualquer momento? Então essa música é Use Someboody. Tenho muitas outras músicas favoritas deles e é aquela banda que eu escuto quando as coisas não estão dando muito certo, o som deles me acalma e revigora sabe?

 

3. Thirty Seconds To Mars

Não tenho nem o que falar dessa banda. A voz do Jared é tão incrível e as músicas são carregadas de tanto sentimento. É tipo impossível não amar 30 Seconds e mais difícil ainda é escolher só duas músicas para colocar aqui rs

4. Foo Fighters

Foo é aquela banda quase obrigatória na playlist de quem curte Rock. Sem dúvida o melhor show que já fui na vida foi deles e to sempre cantarolando uma música deles por ai.

 

5. Evanescence

A última porém não menos importante. Meu primeiro show de Rock da vida, a primeira banda que me marcou mesmo, que ouvi durante grande parte da minha adolescência.

 

E aí quais são as bandas favoritas de vocês? Me contem aqui, bora bater aquele papo gostoso sobre música 😉

 

XxNathy M.

Novidades

hearder-sitenathy

Hey Pessoas,

Como perceberam o blog está de cara nova e nome novo hahaha. E vim explicar um pouquinho essas mudanças para vocês. Eu estava querendo mudar o layout do blog a um tempinho já e eu e a linda da Talita que sempre faz as artes incríveis e me ajuda com essa parte aqui no blog conversamos um pouco sobre a novo logo e ela sugeriu que o blog levasse meu nome a partir de agora.  Aí vocês me questionam o porque de mudar o nome do blog depois de tanto tempo e eu explico. O blog vem passando por umas mudanças já tem um tempo e eu também. E acho que prefiro que ele não seja ligado a apenas um segmento e sim a vários, quero usá-lo como um cantinho meu onde eu posso expor minhas idéias, gostos e opiniões  separados nas categorias.

Então por isso a mudança repentina de nome e espero que vocês gostem e continuem visitando esse meu cantinho que eu tanto amo.

Mas uma vez obrigada Talita pela arte e toda a mudança por aqui ficou incrível. E para quem quiser conhecer mais o trabalho incrível de Lettering que a Talita Marques faz vou deixar aqui os contatos dela.

Instagram Talita Marques

Twitter Talita Marques

XxNathy Monteiro

Harry Potter e a Pedra Filosofal

12661924_1106397719371670_8901440724722386512_n

Hey,

Para quem não sabe estou participando de um projeto para ler HP e no meu caso estou relendo e amando novamente, li o primeiro em fevereiro mas atrasei um pouco a resenha rs. Que delicia reler esse livro depois de quase 10 anos desde a primeira leitura. Me surpreendi novamente, foi como se eu tivesse lendo pela primeira vez novamente. Foi maravilhoso voltar a esse universo, redescobrir Hogwarts. Obrigada Ju por essa experiência maravilhosa, está sendo delicioso participar deste projeto.

Harry Potter foi minha primeira paixão literária, posso dizer que a partir dessa série que comecei a amar os livros e não parei mais.

A aventura começa no fatídico dia das mortes de Lilian e Tiago Potter, pais de Harry. Ambos assassinados por Voldemort. Harry foi deixado na monótona rua dos Alfeneiros aos cuidados dos seus tios trouxas Válter e Petúnia Dursley. Até os 11 anos anos Harry não sabia nada sobre sua vida na “magia”,  muito menos que seus pais eram bruxos e que havia uma vaga na escola de magia e bruxaria de Hogwarts o aguardando desde seu nascimento.

nuvem 2

Em Hogwarts o menino começa a conhecer mais sobre o seu mundo, até então desconhecido. Lá Harry também descobre o que é ter amigos. Rony Weasley é o primeiro deles e logo depois Hermione Granger se junta aos garotos, formando assim o trio mais lindo de bruxinhos de todos os tempos.

Mas como nem tudo são flores, Harry também faz algumas inimizades ao longo de sua trajetória na escola, sendo algumas delas Draco Malfoy um bruxinho para lá de invejoso da Sonserina e Severo Snap professor de Poções na escola de magia.

Em meio a descobertas, aulas, partidas de quadribol e banquetes deliciosos, Harry começa a se meter em algumas confusões e descobrir que ser bruxo não é tão simples assim. Ainda mais quando o maior bruxo das trevas está prestes a voltar e terminar o serviço que deixou incompleto a 11 anos atrás.

nuvem 1

O livro é uma introdução a vida de Harry e sua evolução como bruxo. Com muita aventura e bom humor, começamos a amar Harry, Rony, Mione e tudo em Hogwarts.

Para quem já leu, vale a pena matar as saudades e quem ainda não leu corre por favor, esses bruxinhos vão roubar seus corações.

AUTOR(A): J.K Rowling

EDITORA: Rocco

ANO: 2015

PÁGINAS: 223

NOTA: 5/5

Ps: Essa leitura foi realizada também para o Desafio Literário na categoria opcional ( um livro com magia )

 

Até a próxima e me sigam lá no Snap: nathydelgado 😉

 

Um Sinônimo de Palavras

23abf1a27e6ef70df82f7eaf3f6300ac

Nunca escrevi com a intenção de agradar alguém. Nunca quis que atingisse  um certo alguém, sempre escrevi para me libertar, para me conhecer, me desvendar. Foi o único modo que achei de me encontrar. Sem ilustrações, sem títulos ou rótulos, sem rodeios. Apenas lápis, papel e um monte de sentimentos para preencher as linhas em branco. Não escrever me tira do eixo, me destabiliza, é como se eu não me reconhece-se. Me sinto oca, vazia, apenas uma imagem no espelho, apenas mais um corpo por aí. Mas aqui dentro ainda tem pulsação, ainda tem dores e uma dose de esperança. Me passo para o papel com a intenção de ter cor, de ser viva, de ser alguém.

 

Xx Nathy M.

#Resenha: Eu te darei o sol

20151031_162337

Sinopse: Noah e Jude competem pela afeição dos pais, pela atenção do garoto que acabou de se mudar para o bairro e por uma vaga na melhor escola de arte da Califórnia. Mal-entendidos, ciúmes e uma perda trágica os separaram definitivamente. Trilhando caminhos distintos e vivendo no mesmo espaço, ambos lutam contra dilemas que não têm coragem de revelar a ninguém. Contado em perspectivas e tempos diferentes, EU TE DAREI O SOL é o livro mais desconcertante de Jandy Nelson. As pessoas mais próximas de nós são as que mais têm o poder de nos machucar.

Hey,

Li esse livro no final do ano passado, mas amei tanto que não podia deixar de resenhar ele aqui. O livro conta a história dos irmãos Noah e Jude, que mesmo sendo gêmeos são totalmente diferentes. Não só na aparência, quanto na personalidade. Jude é “aquele tipo de garota” como ela mesmo se descreve: agitada, surfista, uma completa ‘aborrecente’.  Noah é o oposto da irmã: reservado, tímido e um excelente artista. O menino nasceu para arte. Jude por sua determinação e coragem ganhou a admiração do pai e Noah com seu enorme talento para pintura ficou com toda a atenção da mãe, que é professora de artes.

A relação entre os dois começa a piorar ainda mais depois de um trágico acidente, que afeta muito a vida deles e da família. Para completar ambos vão ter que lidar com um problema chamado amor. Acontece que os dois estavam apaixonados pelo mesmo garoto. E esse é o maior segredo da vida de Noah, o qual ele guarda a sete chaves. A questão é até quando ele vai conseguir esconder isso?

20151031_163309

O que me chamou ainda mais atenção na leitura, foi o tipo de narração utilizada. O mesmo é narrado ora por Noah ora por Jude e não segue uma linha do tempo progressiva, ele vai alternando entre datas e passado e presente de ambos.

O livro é muito mais que um mero romance, a história aborda o relacionamento conturbado de uma família aparentemente comum. A forma que ambos contam suas aventuras me surpreendeu. Os personagens são muito bem construídos e todos os outros secundários tem uma boa relação com a história e contribuem de alguma forma.

20151031_162352

Eu te darei o sol foi o tipo de livro que me fez entender um pouco mais sobre o amor como um todo e como nossos sentimentos e atitudes podem interferir na vida daqueles que estão a nossa volta.

Autor(a): Jandy Nelson

Editora: Novo Conceito

Ano: 2015

Páginas: 384

Nota: 5/5

Prometo que ainda essa semana volto com as resenhas dos desafios 😉

Xx Nathy M

 

 

#DesafioLiterario2016: Janeiro

desafio literario

Hey,

Tudo Certo? Como prometido e com um certo atraso rs ( já to finalizando as leituras de fevereiro) segue as resenhas do desafio literário de Janeiro. Foram os 2 únicos livros que li no mês e amei. Agora chega de blábláblá e vamos ao que interessa.

#Desafio Opcional: Um Livro com no mínimo 400 Páginas

rainha vermelha

Sinopse: O mundo de Mare Barrow é dividido pelo sangue: vermelho ou prateado. Mare e sua família são vermelhos: plebeus, humildes, destinados a servir uma elite prateada cujos poderes sobrenaturais os tornam quase deuses.
Mare rouba o que pode para ajudar sua família a sobreviver e não tem esperanças de escapar do vilarejo miserável onde mora. Entretanto, numa reviravolta do destino, ela consegue um emprego no palácio real, onde, em frente ao rei e a toda a nobreza, descobre que tem um poder misterioso… Mas como isso seria possível, se seu sangue é vermelho?
Em meio às intrigas dos nobres prateados, as ações da garota vão desencadear uma dança violenta e fatal, que colocará príncipe contra príncipe – e Mare contra seu próprio coração.

Ganhei esse livro de aniversário de uma grande amiga ( Obrigada Jojo ) e quando vi os temas do desafio fiquei super feliz que ele se encaixava logo no primeiro mês pois estava mega ansiosa para ler.

Mare Barrow faz parte de uma sociedade desigual, separados em Prateados ( sangue nobre e com poderes ) e Vermelhos ( classe operária sem poderes). Mare é uma vermelha pobre, que rouba para manter sua família. Os vermelhos quando fazem 18 anos e não exercem nenhuma função para ajudar a comunidade, são mandados para a guerra dos Reinos. Mare está prestes a completar essa idade e como não tem nenhuma função está apavorada em ter o mesmo destino de seus irmãos. Como já não bastasse todo o desespero de ter que ir para a guerra, ela descobre que seu melhor amigo acabou de perder sua função e será enviado também para os campos de batalha.

E é ai que começa uma incrível e arrebatadora história de lealdade, amor, uma batalha que só Mare é capaz de enfrentar. E aos poucos a menina vai descobrindo coisas que nem ela sabia sobre si mesma.

A rainha vermelha é uma distopia inteligente, bem construída. A autoria criou um mundo invejável, com características distintas, mescladas a um só enredo. Em um único livro você é capaz de encontra um sistema monárquico, poderes sobrenaturais, revoluções políticas e uma pitada de romance.

Mare Barrow é uma personagem completa, uma menina/mulher com ideais, que batalha por seu povo até o fim. Achei Mare um pouco parecida com Katniss de Jogos Vorazes. Na verdade achei o livro um mesclado de Jogos Vorazes e A Seleção porém mais completo, mais detalhado com personagens bem construídos e enredo brilhante.

O livro faz parte de uma trilogia e o segundo livro já está as vendas 😉

Autor(a): Victoria Aveyard

Editora: Seguinte

Ano: 2015

Páginas: 424

Nota: 5/5

#Desafio Obrigatório: Um Livro de Suspense

noiva fasntasma

Sinopse: Certa noite, meu pai me perguntou se eu gostaria de me tornar uma noiva fantasma…
1893. Li Lan é uma jovem que recebeu educação e cultura, mas que vive sem grandes perspectivas depois da falência de seus pais. Até surgir uma proposta capaz de mudar sua vida para sempre: casar-se com o herdeiro de uma família rica e poderosa. Há apenas um detalhe: seu noivo está morto.
A Noiva Fantasma é o surpreendente romance de estreia de Yangsze Choo, a escritora de ascendência oriental que está encantando fãs por todo o mundo.
Por mais fantásticas que pareçam, as noivas fantasmas ainda resistem até hoje em parte da cultura asiática. A prática, que chegou a ser banida por Mao Tsé-Tung durante a Revolução Cultural, foi muito frequente na China e na Malaia (hoje Malásia) no final do século XIX. O casamento era usado para tranquilizar um espírito inquieto, e garantir um lar e estabilidade para as mulheres que diziam sim a maridos já falecidos. É claro que elas tinham um preço alto a pagar, e com Li Lan não seria diferente.
Evocando obras como Lugar Nenhum, de Neil Gaiman, essa obra é uma história impressionante sobre o amor sobrenatural e sobre o amadurecimento, escrita por uma extraordinária nova voz da ficção contemporânea.

A história conta um romance sobrenatural com foco na cultura malaia e suas lendas. Para quem curte esse cenário é um prato cheio. Eu sempre tive muita curiosidade sobre algumas culturas da Ásia e seus elementos e gostei muito de saber um pouco mais dessas culturas tão “estranhas”, mas que são praticadas até hoje.

Li Lan é uma jovem alfabetizada por seu pai e educada por sua Amah ( uma espécie de Babá na cultura Malaia ), órfã por parte de mãe, Li lan convive pouco com seu pai pois o mesmo se isolou em seu escritório após a morte da esposa. Porém em um noite aleatória ele pergunta a filha se ela gostaria de se tornar uma noiva fantasma.

A história vai se aprofundando e vamos conhecendo mais sobre os costumes Malaios e um dos seus hábitos é passar adiante os bens de família por meio de casamentos. Logo no inicio fica claro que a família de Li está falida, por conta do afastamento de seu pai dos negócios e do mundo em si e um bom casamento poderia salvar sua casa.

Sem esperar Li Lan é convidada para ir a casa dos Lim jogar Mahjong e é durante sua estada na casa que ela conhece o jovem Tian Bai e se vê encantada pelo rapaz.

O romance é muito bem construído e o sobrenatural é incrivelmente explorado, com boas doses de suspense, mistério e fatos que nos deixam com o coração na boca. A escrita de Yangsze Choo é cativante e flui tranquilamente.

O livro é encantador e autora não deixa nenhuma ponta solta e nenhuma dúvida no ar, super recomendo a leitura. Amei conhecer um pouco mais dessa cultura tão diferente e misteriosa.

Autor(a): Yangsze Choo

Editora: DarkSide Books

Ano: 2015

Páginas: 360

Nota: 4/5

E aí já leram algum desses livros? Tem alguém participando do desafio também? Me contem nos comentários.

Xx Nathy M.

#DicadeSéries: The Blacklist

the-blacklist-s01e02-hdtv_-x264-lol-mp4_snapshot_04-41_2013-10-02_16-07-42

Hey Pessoas,

Antes de postar as resenhas do desafio literário, resolvi finalmente inaugurar uma categoria que há tempos criei por aqui, que são resumos ( sem spoiler) das séries que assisto. Confesso que tenho assisto mais séries que o normal de uns tempos para cá e prometo que a partir de hoje vou compartilhar com vocês as minhas favoritas.

E para começar não poderia ser outra: The Blacklist. O que falar dessa série que conheço tão pouco e que já amo incondicionalmente. Conheci a série através da Globo confesso, rs. Vi um episódio aleatório um dia e me interessei. Aí logo no início do ano resolvi assistir o piloto para ver qual era  (Viva o Netflix) e não parei mais. Terminei a 1º temporada agora pouco e minha alegria foi tanta que preciso compartilhar com vocês.

The Blacklist - Season Pilot

A história gira em torno de Raymond Reddington (mais conhecido como Red), um dos criminosos mais procurados pelo FBI. Um certo dia Red aparece na Sede da agência para se entregar. Ele entrega os planos de um terrorista e, depois de provar que suas informações são reais ele se oferece para ser um informante do FBI. Mas com um pequena condição, ele só passa as informações para uma agente em especial. A Novata Elizabeth Keen (Liz), que aparentemente não possui nenhuma ligação com o criminoso. A partir daí Red vai usando o FBI e seus recursos para prender criminosos e conseguir coisas para si próprio e também vai desenvolvendo uma relação com Liz.

Para quem gosta do estilo de série policial que desvenda um caso por episódio, The Blacklist é a série perfeita. Que como bônus ainda possui um enredo de tirar o fôlego e que vai te prendendo e te matando de curiosidade a cada novo episódio.

the-blacklist-season-two

Red é o Vilão do tipo gostável, aquele que é tão incrível e tão bem interpretado que fica impossível odiá-lo. Os demais personagens também são bem gostáveis e todos agregam a história, os casos são cada vez melhores e para fechar a chuva de elogios a trilha sonora é maravilhosa.

Obs: The Blacklist está em exibição, atualmente em sua terceira temporada.

E aí alguém assiste? O que acham? Alguém com vontade de assistir? Me contem aqui 😉

Xx Nathy Monteiro