Um Alguém Chamado Saudade!

Te deixei ir sem reclamar, a tristeza bateu mas não fiz birra, entendi. Doeu não vou mentir. Demorei até achar os remédios certos, demorou até cicatrizar por completo.
Te deixei ir pensando que assim você voltaria mais rápido, por inteiro, sem metades sem meias verdades.
Te deixei ir para saudade entrar, inundar o lar a alma e o peito.
Você não voltou, burrice a minha achar o contrário. Era o fim no fundo eu sabia, mais o coração insistiu em tentar, em continuar e em desejar.
A como o amor pode ser traiçoeiro, ele chega sem avisar, derruba tudo, inunda o ambiente, vira as costas e vai embora. Sem deixar nenhum bilhete, sem se preocupar com a bagunça.
Ele só deixa a saudade. Ah e como ela é doce no início, mais vai aflorando e machucando cada dia que passa, e não há remédio que a faça sarar.
Ah meu bem você fez uma bagunça e tanto! Não foi só saudade, nem tristeza não. Você deixou alegria também, deixou boas recordações e me ensinou a nunca fechar a porta para o amor.
Mas hoje a saudade saiu do peito e foi visitar outros lares, me deixou  finalmente mudar os móveis e arrumar tudo para um outro alguém.
Hoje a saudade deu lugar para felicidade, a porta ta aberta amor, mais dessa vez eu não quero que você entre.
Anúncios

3 comentários em “Um Alguém Chamado Saudade!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s